PEDRAS VIVAS

postado em: Artigos | 0

Quem não participou direta ou indiretamente, ou ao menos idealizou a construção de uma casa! Essa é uma das atividades mais antigas da humanidade, visando a sua segurança, privacidade e realização. Até mesmo no universo infantil, as crianças idealizam-se construindo uma casa.

“Pedras Vivas” é uma das expressões mais importantes do Novo Testamento, quando se refere à Igreja de Cristo. Usada intencionalmente em I Pedro 2:5, o apóstolo se refere a uma igreja sem teto, peregrina, andante, espalhada pelo mundo, uma igreja-movimento. Explorando a metáfora, diz que os seus membros não são como pedras soltas pelo mundo, vivendo um cristianismo particular. Mas, como discípulos de Cristo, “a pedra angular” ou “a pedra principal de sustentação”, esses são edificados e cumprem felizes, a Sua missão.

Desde 31 de Julho de 1903, portanto há 115 anos, a IPI do Brasil se esforça para cumprir o que Deus revelou ao apóstolo Pedro: ser mais que uma instituição eclesiástica, mas constituir-se em uma igreja-movimento. Uma vez edificados em Cristo, na condição de “pedras vivas”, os seus membros estão espalhados pelo Brasil e pelo mundo, como uma igreja andante, peregrina. A sua missão objetiva essencialmente a glorificação do nome de Jesus, o testemunho da Verdade e a proclamação do Evangelho para a Salvação de todos os homens.

Ao Senhor Deus honra e glória por mais um aniversário da IPI do Brasil e aos seus membros o permanente desafio de ser uma comunidade viva e relevante.

Pr. Valdemar de Souza