DEUS FALANDO COMIGO

postado em: Artigos | 0

Alô?

Alô, Wagner. Tudo na Paz?

Sim…

Que bom. Estou sentindo muita falta de nossas conversas e como você não me procura há um bom tempo, resolvi te ligar…

Quem tá falando?

Deus.

Quem?

Deus Todo-Poderoso… Eu sou!

Mas, por telefone? Eu pensava que o Senhor não precisasse de telefone pra falar comigo…

Não preciso mesmo. Mas não estava funcionando pelos caminhos normais… Olha só: já falei muito com você nas suas orações, mas, ultimamente, quando chega minha vez de falar, você já vai encerrando… É sempre “Senhor, obrigado; Senhor, abençoa; Senhor, cura… e Amém”! Não tem mais “Paizinho”, “Amado da minh’alma”… E faz tempo que você não para de falar e espera pra me ouvir…

É que…

Nem precisa falar. Eu já sei o que você vai dizer antes da palavra chegar em sua boca. E neste caso você iria apenas dar uma desculpa bem fraquinha…

É. Minha vida de oração está meio devagar…

Muito devagar! Vejo tudo o que você tem feito e sei tudo o que você tem preferido fazer em vez de me buscar em oração.

Isso mesmo que você acabou de pensar! Você também não está me ouvindo mais na leitura das Escrituras. E você já me ouviu muitas vezes enquanto lia sua Bíblia… Lembra-se de como minha Palavra penetrava fundo no seu ser, divisando alma e espírito, iluminando seus caminhos, te ensinando, te repreendendo, te corrigindo, te instruindo na justiça?

É…

É! Mas ainda tem mais… Lembra-se de quantas vezes eu falei com você por meio de uma pregação? Quando você me ouvia falando sem se importar com quem pregava? E lembra-se de quantas vezes falei com você por meio de irmãos? Lembra da sua alegria quando chegava o dia da reunião de célula, do prazer de conviver com a Igreja? Lembra-se de como você sentia minha presença nos cultos, na casa dos irmãos?

Lembro…

E você não sente falta de tudo Isso? De ouvir a minha voz? Da minha presença? Não sente falta de mim?

Sinto, sim… muita!

Eu também sinto sua falta. Eu te amo! E não é só isso: há muitas pessoas que eu também amo e que ainda não me conhecem, que não oram a mim, não lêem minha Palavra, não convivem com meus
outros filhos… eu quero que você volte a dizer a elas que eu as amo e as quero comigo… que tal?

Sim, Senhor!… Paizinho… Amado da minh’alma… Eu quero estar mais com o Senhor, ouvir mais a tua doce voz… Vou orar mais, vou ler mais a Bíblia, vou ter mais comunhão com meus irmãos. E vou falar mais do seu amor para aqueles que não o conhecem…

Ótimo! Então estamos combinados. Te espero! Agora preciso desligar porque meus créditos estão acabando… Um beijo pra você, pra Márcia e pras meninas. Eu amo vocês. E um beijo pra todos de sua igreja. Diga a eles que eu os amo muito também.

Também te amo, pai… Um beijo. Até breve.

Pr. Wagner Lopes