CRISTIANISMO

postado em: Artigos | 0

Cristianismo seria meramente a aceitação do fato de que Jesus é o Filho de Deus? Não. Uma vez persuadidos de sua divindade, devemos examinar a natureza de sua obra. O que ele veio fazer aqui?
A resposta bíblica a essa questão é: “Ele veio ao mundo para salvar os pecadores”. Jesus de Nazaré é o Salvador enviado do céu que nós, pecadores, necessitamos. Precisamos ser perdoados e restaurados à comunhão com um Deus que é santo, de quem os nossos pecados nos separaram. Precisamos ser libertos do egoísmo e receber forças para viver de acordo com nossos ideais. Precisamos aprender a amar uns aos outros, amigos e inimigos, do mesmo modo. É isso que significa “salvação”.

É isso que Cristo conquistou para nós por meio de sua morte e ressurreição Cristianismo, então, seria crer nisso? Não, ainda não é bem isso. Reconhecer a divindade de Jesus e a nossa necessidade de salvação e crer na obra redentora de Cristo não é o bastante. O cristianismo não é apenas uma crença; implica também ação. Nossa crença intelectual pode estar acima de qualquer crítica, mas temos que colocar nossa fé em prática.

O que então devemos fazer? Devemos assumir um compromisso pessoal com o Senhor Jesus, de coração e de mente, alma e vontade, entregando nossas vidas a ele, sem reservas. Devemos nos humilhar diante dele. Devemos confiar nele como nosso Salvador e nos submetermos a ele como nosso Senhor; para então assumirmos nossos lugares como membros fiéis da igreja e cidadãos responsáveis dentro da comunidade.

Texto de John Stott adaptado.