À MESA COM O REI

postado em: Artigos | 0

A mesa cumpre um papel importante em nossa cultura. Ao seu redor a família se reúne, negócios são fechados, acordos políticos são arranjados, amigos se encontram, pessoas se reconciliam, casais namoram e assim por diante. É um utensílio importante e integrado ao nosso dia a dia. O alimento nela servido, em algumas circunstâncias é apenas o pretexto do encontro, em outras, é “o prato principal”.

Durante o seu ministério terreno, Jesus tomou refeições diárias com os seus discípulos. Em algumas situações, a mesa foi utilizada para a celebração da Páscoa, onde agradeciam o livramento histórico do povo. Em uma dessas, Jesus instituiu a mesa da nova aliança – A Mesa da Comunhão e esta atravessou a história como um dos símbolos do cristianismo. Veja Mateus 26:17-30.

À mesa com o Rei:
a) Sentimo-nos honrados. Sim, honrados pelo privilégio do convite para ali estarmos, na Sua presença. E, não há lugar melhor do que estarmos na Sua presença.

b) Somos verdadeiramente alimentados com o que mais precisamos na vida – a Graça. A Graça nos alimenta e revitaliza para seguirmos adiante, no cumprimento da missão.

c) Somos impactados pela verdade sobre a nossa comunhão com Deus, porque, o pecado e toda intensão maligna devem ser denunciados. Na ceia com os discípulos Jesus denunciou o traidor (vs25), porque, “não
pode haver comunhão entre luz e trevas”.

d) O plano da salvação é revelado, o que nos assegura que em Jesus há remissão dos pecados e esperança de cearmos eternamente com Ele. O Rei Jesus convida a todos para a Ceia. Todos os que discernem o seu “o corpo e o sangue” e o confessam como seu Senhor e Salvador. Todos os que estão em comunhão com Ele e com a Sua Igreja. Então, venham
para Mesa da Comunhão, com alegria e gratidão, consciência e responsabilidade, proclamando Jesus, “até que Ele volte”.

Pr. Valdemar de Souza