A CÉLULA COMO O CORPO DE CRISTO

postado em: Células | 0

A célula é literalmente o corpo de Cristo na terra hoje. No meu livro “Unidades Básicas do corpo de Cristo” escrevo que a célula é: “A comunidade formada e batizada pelo Espírito Santo. Cada membro é conduzido pelo Cristo corporificado, que edifica e revela sua presença, poder e propósito por meio deles”.

No princípio o Pai deu a seu Filho a incumbência de tornar-se o verbo vivo (logos, palavra) para revelar o seu reinado. Isso exigia dele entrar no corpo de uma mulher e nascer como homem, Jesus. Nesse corpo, o Cristo (o ungido) cumpriria as tarefas atribuídas.

Sua primeira tarefa foi revelar o Reino fazendo milagres, desafiando todas as leis naturais.

Sua segunda tarefa foi selecionar cuidadosamente o protótipo para um segundo corpo em que iria habitar para cumprir sua tarefa final. Assim ele escolheu doze discípulos e lhes deu poder para levar a mensagem do Reino usando mais ações sobrenaturais do que palavras.

Sua terceira tarefa foi se tornar o cordeiro como sacrifício de expiação pelos pecados de toda humanidade. Enquanto se preparava para esse evento, o Filho orou em João 17 a respeito do que seria essencial no seu novo corpo: “Eu peço para que sejam um, assim como nós somos um”.

O Filho terminou sua vida na terra no corpo de Jesus proclamando: “Está consumado!” E a tarefa final do Filho tinha a ver com começar… Ele começou em João 12.32 “Mas eu, quando for levantado da terra, atrairei todos a mim”.  Essa foi a tarefa seguinte atribuída pelo Pai, que requeria um novo corpo. Para “atrair todos” ele necessitaria de um corpo que poderia existir em todos os séculos e culturas.

Quando o fogo da Shekinah desceu em pentecostes, Ele entrou nos 120 que estavam em um espírito. Sua presença interior estava presente nos 3.000 que foram alcançados no primeiro dia quando o Espírito Santo os chamou para fora (ecclesia), ou seja, os membros do corpo que iam de casa em casa nas unidades básicas do corpo de Cristo.

Alguns anos depois, vemos Cristo revelando sua presença e poder quando as primeiras células nas casas se reuniram para “profetizar” sendo observados pelos não crentes, que se prostraram dizendo “Deus está no meio de vocês” (1 Coríntios 14.24,25).

Uma célula autêntica existe quando as pessoas estão tão cheias de poder pelo Cristo que habita nelas que a manifestação dos dons espirituais aponta para Cristo, aquele que é a fonte dos dons. Então o Filho está ocupado para finalizar a última tarefa que recebeu do Pai, colhendo os não alcançados. Eles são “salvos pela sua vida!” (Romanos 5.10).

Ralph Neighbour Jr.